link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 30.09.2019 00:00
Categoria: Notícias Gerais, Igualdade/Oportunidade

Feminicídio em debate no Sindicato


O Coletivo de Mulheres da CUT em Campinas realizou debate sobre feminicídio no último dia 25, na sede do Sindicato, com Amelinha Teles, coordenadora do projeto de Promotoras Legais Populares e fundadora da União de Mulheres de São Paulo; e Eleonora Menicucci, ex-ministra da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

Diante da marcha do retrocesso capitaneada pelo governo federal, Amelinha conclamou que o “momento exige que estejamos juntas”. Já Eleonora Menicucci destacou que a lei nº 13.104, tem um aspecto muito importante: “pela primeira vez muda a linguagem sexista do Código Penal”, ao inserir a palavra feminicídio. A ex-ministra, que assinou a lei do feminicídio (nº 13.104) no dia 9 de março de 2015, junto com a ex-presidente Dilma Rousseff e o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, destacou também que o assassinato de uma mulher pelo fato de ser mulher entrou no rol dos crimes hediondos.

Fotos: Júlio César Costa


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*