link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 26.07.2019 16:41
Categoria: BB

Cassi esclarece intervenção da ANS e apresenta dados


A Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (Cassi) apresentou à Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) os dados financeiros e esclareceu o processo de intervenção da Agência Nacional de Saúde Complementar (ANS), durante reunião realizada no dia 24 deste mês de julho.

Na segunda-feira (22), foi publicada no Diário Oficial da União a decisão de instauração do Regime de Direção Fiscal na Cassi, que é a primeira etapa do processo da intervenção. Com a medida, é nomeado um terceiro para tratar da questão referente ao desequilíbrio financeiro na entidade. Para os sindicatos, o melhor caminho é o entendimento entre o banco e os associados.

Dados

A Cassi apresentou dados mais atualizados dos balancetes financeiros, as curvas de evolução de diversos indicadores, entre eles o índice de solvência e de patrimônio líquido. A Caixa informou também as medidas tomadas que, na avaliação da diretoria da entidade, melhoraram o índice de eficiência, mas que ainda se mostram insuficientes para reverter o patrimônio líquido negativo ou uma melhoria significativa do índice de solvência. Entre as medidas apresentadas estão a melhoria em despesas administrativas e assistenciais, bem como o aumento da coparticipação e o congelamento de salários dos funcionários da Cassi.

A Cassi esclareceu o processo de Direção Fiscal e o objetivo do trabalho da ANS dentro da entidade. A diretora fiscal nomeada fará análise dos dados contábeis da Cassi e analisará a eficiência das medidas de saneamento apresentadas pela diretoria da Cassi, emitindo relatórios que serão analisados pelo colegiado da ANS. O salário da diretora fiscal será pago pela Cassi.

Negociação: reabertura

O coordenador da Comissão de Empresa dos Funcionários do BB, Wagner Nascimento, cobrou a reabertura do processo de negociação e solicitou esclarecimentos sobre a matéria veiculada pelo jornal O Estado de S. Paulo (Coluna do Broadcast, 24 de julho) sobre a possibilidade de venda da carteira da Cassi.

A Cassi informou que, sem garantia de sustentabilidade e a ANS entender que a alienação da carteira ou a liquidação seja o a medida administrativa a ser adotada, a mesma não passará por consulta aos associados.

Fonte: Contraf-CUT


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*