link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 25.05.2018 10:46

Locaute dos caminhoneiros


O locaute dos caminhoneiros deflagrado no último dia 21 agita o país de Norte a Sul. Na ponta do iceberg, descontentamento com os preços do diesel e os impostos. Os “caminhoneiros” aproveitam da debilidade do governo federal e tentam ganhar ‘mentes e corações’, planar na desconfiança da população. Puro oportunismo.

Greve de empresários é sempre preocupante. Não se sabe o que está submerso, quais as intenções daqueles que comandam o transporte no país. Estão em jogo setores estratégicos como combustíveis e alimentos. Não tem bobinho nesse embate, que caminha para o desabastecimento geral. E a crise política instalada em 2016 resultou num governo fragilizado, que entrega os anéis ao Congresso Nacional apenas para aprovar projetos de lei que cortam direitos dos trabalhadores; entre eles, a reforma trabalhista, em vigor, e a reforma da Previdência que, no momento, adormece. Aliás, a reforma trabalhista foi redigida por lobistas das indústrias, bancos e transportes.

É urgente encontrar uma saída para o impasse e não improvisar medidas. A trégua negociada ontem (24) – redução de 10% no preço do diesel por 30 dias, zerar a Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) sobre o citado combustível – resolve o problema? As forças democráticas - entre elas, os sindicatos de trabalhadores -, não podem permitir a manipulação do dinheiro público em benefício de um segmento, sem nenhuma responsabilidade. Depois quem paga a conta é a sociedade.

História: O golpe militar no Chile, capitaneado pelo general Augusto Pinochet, que derrubou o governo democrático e constitucional de Salvador Allende, foi precedido de uma greve de caminhoneiros. Em setembro de 1972, a greve financiada pelos Estados Unidos, impediu o plantio da safra de 1972/1973; no dia 11 de setembro de 1973, Allende estava morto.


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*