link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 29.01.2018 17:13
Categoria: CEF

Governo limita tempo de dirigentes de estatais federais em áreas estratégicas


O governo instituiu limite de três anos para atuação de dirigentes nas áreas internas consideradas estratégicas das empresas estatais federais, envolvendo auditoria interna, "compliance", conformidade e controle interno, gestão de riscos, ouvidoria e corregedoria, segundo resoluções publicadas nesta sexta-feira (26) no Diário Oficial da União.

Dentre as principais estatais federais estão a Petrobras, Eletrobras, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Correios e BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Segundo informou o Ministério do Planejamento, haverá possibilidade de uma única prorrogação ao período. O objetivo é "garantir funcionamento mais eficiente e comprometido com os interesses dos acionistas e da sociedade", disse a pasta, pontuando que as empresas terão 180 dias para adotar as providências que assegurem o cumprimento da resolução.

Diversas estatais já sofreram ou sofrem investigação por conta de crimes de corrupção envolvendo dirigentes, como a Petrobras, que acabou resultando na operação Lava Jato.

O governo também endureceu as regras para custeio de planos de saúde nas estatais federais, determinando que as empresas adequem gastos a um limite previamente fixado ao longo dos próximos quatro anos.

As mudanças foram aprovadas pela Comissão interministerial de Governança e de Administração de Participações Societárias da União, composta pelos ministros do Planejamento, da Fazenda e da Casa Civil, e também preveem que em quatro anos passe a vigorar a paridade entre a contribuição do empregador e do empregado nas diversas modalidades de assistência à saúde hoje existentes.

De acordo com a pasta, a limitação de custeio dos planos de saúde levará em conta as possibilidades financeiras da empresa e os resultados alcançados pela oferta do benefício.

Fonte: DA REUTERS 26/01/2018  12h49


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*