Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data: 24.11.2017 09:10
Categoria: Notícias em Foco

Câmara de Amparo promove audiência em defesa bancos públicos


A defesa dos bancos públicos foi tema de audiência promovida pela Câmara Municipal de Amparo, na noite desta quinta-feira (23). Proposta pelo vereador Geraldo Afonso Moreira Gomes (PPS), a audiência integra a Campanha Nacional em Defesa das Empresas Públicas, intitulada “se é público, é para todos”. Na abertura da audiência, os vereadores Geraldo Afonso e Catarina Santos Brioso, vice-presidente da Câmara, manifestaram apoio a luta em defesa dos bancos públicos, coordenada pelo Sindicato.

O diretor regional Divino Afonso Luz, responsável pela  subsede do Sindicato em Amparo, em sua fala na tribuna, destacou que os recentes processos de reestruturação implantados no Banco do Brasil e na Caixa Federal “fazem parte do desmonte dos bancos públicos, pretendido pelo governo federal”. Já o vice-presidente do Sindicato, Mauri Sérgio, disse que a luta em defesa dos bancos públicos “transcende as questões corporativas” e condenou o pacote de privatizações das empresas públicas lançado pelo presidente da República, Michel Temer.

O bancário Thiago Barbosa Luciano relatou os impactos da reestruturação na agência do Banco do Brasil em Amparo. Anunciada pela diretoria no dia 20 de novembro do ano passado, a reestruturação resultou em redução salarial via descomissionamento, intensificação da jornada de trabalho, dentre outras medidas prejudiciais aos trabalhadores bancários.

Sétima audiência

No período de dois meses, a audiência em Amparo foi a sétima realizada na base do Sindicato; a primeira ocorreu na Câmara de Vereadores de Campinas, no dia 21 de setembro; depois em Americana (20/10), Paulínia (23/10), Mogi Guaçu (31/10); Jaguariúna (10/11); e Indaiatuba (21/11). Todas as audiências foram solicitadas pela diretoria do Sindicato.

Contra a privatização

A mobilização nacional em defesa das empresas públicas é para denunciar e combater a política de privatização do governo federal, que atende tão somente os interesses do capital privado; visa cobrir o rombo anual da União, cumprir a meta de deficit. O governo federal pretende vender empresas do Grupo Eletrobras, Casa da Moeda, fatia da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), dentre outras.

Fotos: Júlio César Costa


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*