link rel=alternate type=application/rss+xml title=RSS-Feed href=http://www.sindicatocp.org.br/index.php?id=10type=100 /

Login

Informe seu login e senha para acessar a área restrita:

Login:
Senha:
 
Data:
Categoria: BB

Sindicatos exigem garantia de emprego


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O presidente do Banco do Brasil, Antonio Francisco de Lima Neto, durante reunião com dirigentes sindicais no último dia 23, em São Paulo, garantiu a participação dos órgãos de representação dos trabalhadores bancários em todo o processo de incorporação do Banco Nossa Caixa. Os dirigentes das entidades convidadas - Federação dos Bancários de SP e MS, Fetec, Contraf e sindicatos dos bancários de São Paulo, ABC e Campinas -, em contrapartida, cobraram garantia de emprego e dos direitos dos bancários envolvidos na transação.
"A nossa participação no processo requer do BB o compromisso em não demitir e nem fechar unidades da Nossa Caixa. Esse é o nosso papel e vamos lutar para assegurar os postos de trabalho e preservar todos os direitos", avisa o presidente do nosso sindicato, Afonso Lopes da Silva, que participou da reunião juntamente com a diretora Elisa Ferreira, funcionária do BB. Nesta segunda-feira, dia 26, o Comando Nacional dos Funcionários da Nossa Caixa realiza reunião em São Paulo para discutir como será a participação dos sindicatos durante o processo de incorporação.


Mobilização paragarantir emprego


Para impedir que os direitos dos trabalhadores sejam rifados, é preciso desde já o envolvimento de todos os funcionários da Nossa Caixa no processo de incorporação. O nosso sindicato inclusive iniciou na última sexta-feira a construção de um amplo movimento de resistência. Durante todo o dia 23 os diretores Cida e Jeferson realizaram mais de 15 reuniões nos locais de trabalho para discutir quais os impactos da incorporação da Nossa Caixa pelo BB. "Esse primeiro passo começou com a distribuição de um jornal extra e muita discussão nas agências. Nossa resposta aos possíveis ataques só pode ser dada com uma ampla mobilização", destaca o vice-presidente do sindicato Jeferson.


Venda depende deaprovação da ALESP


No início da noite da última quarta-feira, dia 21, o BB anunciou que negocia com o governo de São Paulo a incorporação da Nossa Caixa. Em comunicado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), denominado Fato Relevante, os dois bancos públicos afirmam que "é consenso ainda que a operação deverá preservar adequadamente os interesses do público relacionado das companhias envolvidas, incluindo empregados, correntistas, acionistas e outros parceiros".
Só que para a venda ser concretizada, é preciso autorização da Assembléia Legislativa de São Paulo (Alesp) - o governo do Estado detém 71% das ações ON (com direito a voto). Inclusive o presidente da Federação dos Bancários de SP e MS, deputado estadual David Zaia já entrou em contato com presidente da Alesp, Vaz de Lima, com o Chefe da Casa Civil, Aloísio Nunes, e com o líder do governo na Assembléia, Barros Munhoz, visando agendar reuniões para discutir a incorporação. 

 

SEEB_Campinas - Um Sindicato de Luta 

 

 

 

 

 


Imprimir       Enviar por email

Comentários

Sem comentários


Adicionar comentário

* - campo obrigatório

*




Imagem CAPTCHA para prevenção de SPAM
Se você não conseguir ler a palavra, clique aqui.
*
*